Rua Eduardo Elias Zarhan, 1934 - Jardim TV Morena - Campo Grande / MS

(67) 99923-1938 / (67) 3027-1115

ampliar

A Shell acaba de lançar no mercado brasileiro o Shell Helix HX7 5W30, óleo lubrificante semissintético para carros. Desenvolvido com uma alta tecnologia de moléculas flexíveis, o produto mantém a pro teção do motor em situações de intenso calor e pressão.

"O novo óleo lubrificante contribui para uma maior eficiência no consumo de combustível. Ele proporciona alto nível de limpeza e proteção contra o desgaste dos componentes internos, protegendo contra o acúmulo da borra no motor, e se adapta às necessidades dos automóveis em cidades e estradas", afirma Otávio Campos, Consultor Técnico da Shell Lubrificantes.

O Shell Helix HX7 5W30 atende às classificações API SN/ILSAC GF-5 – ou seja, possui alto nível de desempenho – e cumpre requisitos de economia de combustível, sendo recomendado tanto para motores flex como para aqueles movidos a gasolina, etanol ou GNV. De acordo com estudo da Kline & Company, os óleos lubrificantes de viscosidade 5W30 já são 22% do mercado total de lubrificantes para carros de passeio, sendo atualmente os mais recomendados pelas montadoras que atuam no Brasil.

Lubrificantes HX7 

Com o lançamento do Shell Helix HX7 5W30, a Shell reforça seu portfólio na categoria de óleos lubrificantes semissintéticos premium. Nessa linha, os consumidores já têm à disposição o Shell Helix HX7 10W40, líder em aprovação pelas montadoras em sua viscosidade. Em 2017, o produto ganhou o selo FLEX após ser testado em suas propriedades de emulsibilidade – capacidade de se misturar com a água, o que evita que ela cause danos e corrosão ao motor.

O Shell Helix HX7 10W40 possui a certificação da Renault e atende todos os seus veículos, exceto aqueles que solicitam lubrificante diesel. Ele é recomendado também para os veículos da Toyota que necessitam da viscosidade 10W40, além de todos os motores Fiat produzidos até o primeiro semestre 2009, e ainda os motores 1.8, 1.9, 1.4 8V EVO e os 1.4 T-Jet produzidos a partir do segundo semestre 2009.